Bailey tinha 16 anos quando o pai morreu. Aos 21, recebeu as últimas flores que ele enviou

Pai de Bailey Sellers garantiu, antes de morrer, que a filha iria receber flores no dia de aniversário nos cinco anos seguintes

Bailey Sellers tinha apenas 16 anos quando o pai morreu, vítima de cancro. Mas, desde então, todos os anos no dia de aniversário a jovem recebia um ramo de flores do progenitor, que antes de morrer quis fazer uma última surpresa à filha e pagou para que lhe fossem enviadas flores nos cinco anos seguintes.

O último bouquet chegou há poucos dias, no 21º aniversário de Bailey, que quis partilhar com os amigos no Twitter o derradeiro presente do pai. As flores chegaram com um cartão, onde ele escreveu: "Continuarei a estar contigo a cada etapa, basta olhares em volta e eu estarei lá".

A jovem, que é de Knoxville, nos EUA, explicou no Twitter o que o pai tinha feito, partilhando com os seguidores as fotografias do ramo de flores, do cartão e ainda uma foto antiga, na praia com o pai. A publicação rapidamente se tornou viral.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.