Avião da Marinha norte-americana despenha-se na Florida

Não se sabe se os tripulantes, que acionaram os paraquedas, ficaram feridos na queda

Um avião da Marinha dos EUA despenhou-se esta quarta-feira perto da Estação Naval Key West, na costa de Florida Keys, afirmou um porta-voz da Marinha norte-americana.

O Comandante Dave Hecht disse a uma televisão local que o avião começou a arder ainda no ar e que se despenhou a cerca de 1,6 quilómetros da pista onde devia ter aterrado.

A mesma fonte acrescenta que o piloto e outra pessoa que estava no avião conseguiram acionar os paraquedas e sair da aeronave antes desta de despenhar. Dave Hecht não consegue confirmar, no entanto, se as pessoas ficaram feridas na queda.

Mergulhadores estão na água a efetuar buscas.

Em atualização

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

O populismo entre nós

O sucesso eleitoral de movimentos e líderes populistas conservadores um pouco por todo o mundo (EUA, Brasil, Filipinas, Turquia, Itália, França, Alemanha, etc.) suscita apreensão nos países que ainda não foram contagiados pelo vírus. Em Portugal vários grupúsculos e pequenos líderes tentam aproveitar o ar dos tempos, aspirando a tornar-se os Trumps, Bolsonaros ou Salvinis lusitanos. Até prova em contrário, estas imitações de baixa qualidade parecem condenadas ao fracasso. Isso não significa, porém, que o país esteja livre de populismos da mesma espécie. Os riscos, porém, vêm de outras paragens, a mais óbvia das quais já é antiga, mas perdura por boas e más razões - o populismo territorial.