Avião da British Airways parte trem de aterragem à chegada

O Boeing 737 trazia cem pessoas abordo quando teve dificuldades em aterrar na África do Sul

Um Boeing 737-400 que aterrava num aeroporto sul-africano esta segunda-feira causou um grande susto às cem pessoas a bordo e aos funcionários do aeroporto O.R. Tambo, perto de Joanesburgo. Ao chegar à pista, o trem de aterragem do avião partiu-se. Ninguém ficou ferido.

"O avião estava na pista há pouco tempo a fazer alguns procedimentos normais quando a tripulação se apercebeu de uma vibração estranha, a que se seguiu o colapso do trem de aterragem esquerdo", disse um porta-voz da empresa gestora dos aeroportos da África do Sul ao portal noticioso News 24.

O avião da British Airways, que realizava um voo da empresa Comair, parece também ter quebrado parte de uma asa devido ao problema com o trem de aterragem. Um dos passageiros do avião, Walter Mann, disse ao mesmo portal que a asa parecia ter partido e que havia faíscas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.