Avião alemão aterra de emergência na Grécia por alarme de bomba

Um avião, com 250 passageiros, que fazia a ligação Egito/ Alemanha, aterrou de emergência em Creta depois de um alerta de bomba

O avião pertence à empresa alemã Condor e tinha descolado esta quinta-feira à noite do Egito em direção à Alemanha. Acabou por aterrar de emergência em noite em Creta, no sul da Grécia, depois de um alerta de bomba, informou a polícia

"O piloto pediu à torre de controlo do aeroporto de Cannée para aterrar de emergência, depois de ter recebido informações que indicavam existir aparelhos explosivos a bordo", disse fonte da polícia à AFP.

O aparelho, um Boeing 753, proveniente da estação balnear egípcia Hurghada, aterrou, segundo as primeiras informações, cerca das 20.30 locais (18.30 de Lisboa), em Cannée, na parte oriental da ilha de Creta.

Os passageiros foram retirados "e estão todos em segurança, sãos e salvos", acrescentou esta fonte.

Estão a ser feitas inspeções ao aparelho pelos serviços de segurança do aeroporto e da polícia local.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.