Autoridades retiram 49 turistas de ilha devido ao tufão Talas

As autoridades chinesas resgataram 49 turistas que ficaram presos numa ilha desabitada próxima da costa sul da China devido à chegada do tufão Talas ao país.

Em comunicado, o Ministério dos Transportes indicou que os turistas estavam na ilha Nanpeng e foram retirados durante a manhã.

As autoridades mobilizaram um barco e um helicóptero de resgate para levar o grupo para a parte continental do país antes que se começassem a sentir os efeitos do Talas.

O tufão deverá afetar as zonas costeiras da província de Cantão, a região de Guangxi, a ilha Hainan e outras zonas do Mar da China Meridional desde hoje e até à tarde de segunda-feira.

O sul da China está em alerta azul - o de menor gravidade numa escala de quatro cores - devido à chegada do Talas, o quarto tufão da temporada, que deverá trazer ventos fortes e chuva.

O centro meteorológico nacional da China prevê que o Talas chegue à costa do Vietname na segunda-feira de manhã.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).