Ataque de 'hackers' desliga edições 'online' de jornais suecos

Os principais títulos da imprensa sueca ficaram offline durante cerca de três horas

As edições 'online' dos principais jornais da Suécia foram desligadas por algumas horas durante o fim de semana por 'hackers' não identificados, informou hoje fonte da polícia sueca, que já iniciou uma investigação.

O ataque foi "extremamente perigoso e sério", afirmou a responsável da Associação dos Media suecos, Jeanette Gustafsdotter, em declarações à agência de notícias sueca TT.

"Ameaçar o acesso à cobertura de notícias é uma ameaça à democracia", declarou.

Até ao momento, ninguém assumiu a responsabilidade pelos ataques que durante três horas desligaram, de forma total ou parcial, as edições 'online' dos jornais Dagens Nyheter, Svenska Dagbladet, Expressen, Aftonbladet, Dagens Industri, Sydsvenskan e Helsingborgs Dagblad.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".