Apoiantes de Lula ocupam triplex: "Se é do Lula, o povo pode ficar"

Lula é acusado de ter recebido o apartamento em troca de favores à construtora OAS

Dois movimentos de apoio a Lula da Silva ocuparam esta segunda-feira o triplex do Guarujá, o apartamento no centro do caso que levou o ex-presidente brasileiro a ser condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Lula é acusado de ter recebido o apartamento no Guarujá, uma cidade costeira brasileira perto de São Paulo, em troca de favores à construtora OAS, mas sempre negou que o imóvel lhe pertencesse. Os manifestantes dizem que foram convidados e que se a casa "é do Lula, o povo pode ficar".

Segundo o jornal Folha de São Paulo, em menos de cinco minutos cerca de 30 militantes dos movimentos MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem teto) invadiram o complexo, em protesto contra a detenção de Lula. Saltaram um muro, arrombaram a porta reservada à entrada dos banhistas, e subiram até ao apartamento, estendendo uma bandeira na varanda.

"É uma denúncia da farsa judicial que levou Lula a prisão. Se o triplex é dele, então o povo está autorizado a ficar lá. Se não é, precisam explicar porque ele está preso", disse Guilherme Boulos, coordenador do MTST e pré-candidato a presidência pelo PSOL, citado no El País.

A ocupação assustou os moradores, que chamaram a polícia. As autoridades negociam a saída dos manifestantes, que gravaram e emitiram a ocupação no Facebook. Também naquela rede social, deixam o convite para mais se juntarem a eles, num evento marcado para hoje, amanha e quarta-feira.

O ex-presidente brasileiro começou a cumprir esta pena em regime fechado no dia 08 de abril, quando se entregou e foi levado para as instalações da polícia federal na cidade brasileira de Curitiba.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".