ANC dividido sobre o afastamento do presidente Jacob Zuma

O presidente pode ser afastado do Congresso Nacional Africano devido aos casos de corrupção em que está envolvido.

O Congresso Nacional Africano, no poder na África do Sul, está dividido sobre o eventual afastamento antecipado do presidente Jacob Zuma, reconheceu hoje a secretária-geral do partido, Jessie Duarte.

Numa conferência de imprensa realizada hoje, Jessie Duarte disse que o comité de trabalho do Congresso Nacional Africano (ANC) reuniu-se de urgência na segunda-feira para discutir o futuro do presidente Jacob Zuma mas que "há posições divergentes".

O segundo mandato presidencial de Zuma termina em 2019 mas, nesta altura, aumenta a pressão para que o chefe de Estado seja afastado do cargo devido aos casos de corrupção em que se encontra envolvido.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.