147 passageiros retidos em aeroporto de França devido a suspeita de cólera

Ministro da Saúde da Argélia disse que o dispositivo de prevenção vai ser mantido até serem apuradas as causas reais da emergência médica e não existirem mais casos suspeitos

Artur Cassiano
© REUTERS/Pascal Rossignol

Cerca de 150 pessoas foram esta quarta-feira retidas no aeroporto de Perpignan, no sul de França, devido à existência de uma criança com suspeita de cólera num avião vindo de Orão (Argélia), segundo os bombeiros.

"Uma criança é suspeita de ter cólera e vai ser transportada para o hospital para exames", indicaram bombeiros à agência France-Presse.

Os outros passageiros, 147 no total, e a tripulação estão "a ser retirados", depois de terem ficado retidos a bordo durante pouco mais de uma hora.

Uma epidemia de cólera na Argélia já matou duas pessoas desde o seu início, a 07 de agosto, embora o ministro da Saúde, Mokhtar Hasbellaoui, tenha declarado na terça-feira que "a situação está controlada".

Hasbellaoui disse ainda que o dispositivo de prevenção se manterá até "serem entendidas as causas reais" desta emergência de saúde e "até que não haja mais casos suspeitos", sem indicar quantos "casos suspeitos" estão hospitalizados.

O último balanço oficial, divulgado no domingo, referia que 10 doentes estavam hospitalizados, dos 74 casos confirmados, desde o início da epidemia, os primeiros na Argélia desde 1996.

Desde 29 de agosto que as autoridades não anunciam novos casos de cólera na antiga colónia francesa.