Encontro Barroso e Katainen é "não assunto"

Na polémica reunião, tornada pública, foram abordadas questões de mercado e de defesa.

LusaArtur Cassiano
© Filipe Amorim / Global Imagens

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, classificou hoje como um "não assunto" a polémica em torno de uma reunião entre Durão Barroso e o comissário Jyrki Katainen.

"Isto é um não assunto", disse Juncker, questionado sobre a reunião durante uma conferência de imprensa.

Para o presidente do executivo comunitário, "a reunião respeitou na íntegra as regras existentes na comissão, nunca dissemos que José Manuel Barroso não podia encontrar-se com comissários".

A reunião foi tornada pública, em linha com as regras existentes

O vice-presidente da Comissão Europeia Jyrki Katainen confirmou ter-se reunido em outubro passado com Durão Barroso, em representação da Goldman Sachs, reavivando a polémica sobre a ida do antigo presidente do executivo comunitário para o banco de investimento norte-americano.

Jyrki Katainen inscreveu a reunião no dia seguinte a esta ter acontecido no livro de registo de transparência.

No encontro com Durão Barroso foram abordadas questões de mercado e de defesa.

O banco garantiu, em comunicado, que Durão Barroso sempre se recusou a representar o banco de investimento junto de responsáveis da União Europeia (UE), salientando que quaisquer encontros ocorridos são do foro pessoal.

A contratação de Durão Barroso, em 2016, pelo banco norte-americano foi muito contestada pelo fato de este ter estado dez anos à frente do executivo europeu (2004-2014), mas a comissão de ética - ainda que tenha classificado a opção do ex-presidente como "pouco sensata" considerou que não violava as regras em vigor.