Pequim rejeita acusações de Trump sobre venda de petróleo a Pyongyang

China diz que "criar atritos, sem razão, através dos meios de comunicação social não contribui para o reforço da confiança mútua na cooperação"

DN/Lusa
© REUTERS/Jason Lee

A República Popular da China rejeitou hoje as acusações do presidente norte-americano, Donald Trump, sobre a suposta passagem de um petroleiro para a Coreia do Norte, violando as sanções das Nações Unidas.

"Criar atritos, sem razão, através dos meios de comunicação social não contribui para o reforço da confiança mútua na cooperação", disse a porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, Hua Chunying.

A porta-voz transmitiu a posição de Pequim através da rede social Twitter quando foi questionada sobre as declarações de Donald Trump que afirmou que Pequim meteu a 'mão no saco' ao vender petróleo à Coreia do Norte.