Montanha de lixo colapsa e enterra 40 casas. Pelo menos seis mortos

São descarregadas diariamente 23 milhões de toneladas de lixo e 800 toneladas de resíduos sólidos suplementares em lixeira a céu aberto

Lusa
Foto do local onde aconteceu o acidente© REUTERS/Dinuka Liyanawatte

Pelo menos seis pessoas morreram hoje no Sri Lanka na sequência do colapso de uma montanha de lixo que enterrou cerca de 40 casas numa favela, anunciaram as autoridades locais.

Os bombeiros deslocaram-se a Kolonnawa, no limite nordeste de Colombo, a capital do Sri Lanka, depois de uma montanha de lixo com cerca de 91 metros de altura, destabilizada durante a noite devido a chuvas torrenciais, ter pegado fogo e ter desabado sobre as habitações, adianta a Agência France Presse (AFP).

Três cadáveres foram retirados dos escombros e um rapaz de 12 anos e dois adolescentes morreram já no hospital, onde outras dez pessoas estão a receber tratamento.

Centenas de soldados foram mobilizados para o local do acidente, depois de o presidente Maithripala Sirisena ter ordenado ao exército e à polícia que dessem apoio aos bombeiros.

Segundo a polícia local, num comunicado citado pela AFP, "está em curso uma operação de busca por sobreviventes".

"Acreditamos que 40 casas foram destruídas", disse aos jornalistas um responsável do serviço encarregado da gestão de catástrofes.

Os habitantes da zona onde aconteceu o acidente denunciaram várias vezes a devastação ambiental causada pela lixeira a céu aberto, onde são descarregadas diariamente 23 milhões de toneladas de lixo e 800 toneladas de resíduos sólidos suplementares.