Juncker diz que esforços de Trump para dividir os europeus são inúteis

O presidente da Comissão Europeia vai ser recebido por Donald Trump no próximo dia 25 de julho, na Casa Branca

Susete Henriques
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker© REUTERS/Yves Herman

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou esta quarta-feira inúteis os esforços de Donald Trump para dividir os europeus no plano comercial, a uma semana de ser recebido em Washington pelo presidente norte-americano.

O presidente da Comissão Europeia vai ser recebido por Donald Trump, em 25 de julho, na Casa Branca

"Quero fazer com que o presidente dos Estados Unidos compreenda -- e devo admitir que já o tentei sem grande sucesso -- que, quando se trata de comércio, a União Europeia [...] forma uma unidade indivisível. Por isso, os esforços para dividir os europeus são inúteis", sublinhou durante uma conferência de imprensa em Bruxelas.

O presidente da Comissão Europeia vai ser recebido por Donald Trump, em 25 de julho, na Casa Branca, num encontro em que o 'desanuviar' das tensões comerciais entre a União Europeia (UE) e os Estados Unidos estará sobre a mesa.

"Vou lá com serenidade", assegurou, escusando-se a dizer qual será a abordagem comunitária nas negociações com o Governo norte-americano.

Juncker recordou que deu conta da abordagem global da UE na última reunião do G7, no Canadá, e que repetiu, diante do presidente norte-americano, quais eram os argumentos europeus.

"Vou repeti-los uma e outra vez", garantiu.

As relações entre a UE e Washington estão tensas, não só devido às taxas alfandegárias impostas por Washington às importações de aço e alumínio -- e já retaliadas pelo bloco europeu --, mas também pela retirada dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre o clima e do acordo nuclear com o Irão sobre armas nucleares.