Brasil condena atentados contra igrejas cristãs coptas

O Brasil condenou hoje os ataques contra duas igrejas cristãs coptas no Egipto, que provocaram mais de 30 mortos e dezenas de feridos, segundo um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores brasileiro.

DN/Lusa
© REUTERS/Ueslei Marcelino

"O Governo brasileiro tomou conhecimento, com profunda consternação, das duas explosões ocorridas em igrejas coptas nas cidades de Tanta e Alexandria, no Egito, durante a celebração do Domingo de Ramos, que deixaram ao menos 36 mortos e 95 feridos", refere a nota.

Segundo o comunicado, "ao expressar suas condolências às famílias das vítimas, seus votos de plena recuperação aos feridos e sua solidariedade com o povo e o Governo do Egipto, o Brasil reitera sua condenação a todo e qualquer ato de terrorismo, independente de sua motivação".

Mais de 30 pessoas morreram hoje e várias dezenas ficaram feridas em dois atentados contra igrejas cristãs coptas nas cidades de Tanta e Alexandria, no norte do Egipto, indicaram fontes ligadas à segurança e ao Ministério da Saúde.

Os cristãos coptas são cerca de 10% da população do Egipto e são frequentemente alvo de ataques por parte dos extremistas islâmicos.

O grupo extremista Estado Islâmico (EL) reivindicou os dois atentados de hoje no Egipto em igrejas coptas.