Empresa de ex-advogado de Trump aceita desistir de ação contra atriz pornográfica

A Essential Consultants, criada por Michael Cohen, desistiu do processo em que exige 20 milhões a Stormy Daniels, que afirmou publicamente ter tido um caso com Donald Trump

Susete Henriques
A empresa Essential Consultants foi criada por Michael Cohen, ex-advogado pessoal de Donald Trump© REUTERS/Andrew Kelly

A empresa norte-americana criada pelo ex-advogado pessoal de Donald Trump concordou na sexta-feira em rescindir o acordo com Stormy Daniels e em desistir do processo em que exige 20 milhões de dólares à atriz pornográfica.

A Essential Consultants mostrou-se disponível, numa carta enviada ao advogado de Stormy Daniels, para desistir da ação interposta no valor de 120 milhões de dólares (103 milhões de euros) e em rescindir o contrato de confidencialidade que alega ter sido violado, desde que a atriz devolva os 130 mil dólares (113 mil euros) já recebidos como parte do acordo.

Daniels, cujo nome real é Stephanie Clifford, afirmou publicamente que teve um caso com Donald Trump em 2006, algo que o agora Presidente dos Estados Unidos nega.

O advogado de Stormy Daniels, Michael Avenatti, prometeu obrigar Trump a prestar depoimento sob juramento, mas este último desenvolvimento poderá impedir que um juiz chegue a julgar o caso, se for aceite o acordo.

A empresa foi criada pelo ex-advogado pessoal de Trump, Michael Cohen, que se declarou culpado, em agosto, num tribunal federal, de violações da lei de financiamento de campanhas, entre outras acusações.

A atriz Stormy Daniels também processou Trump e Cohen por difamação.