Duterte manda destruir carros de luxo no valor de 4,5 milhões de euros

Presidente das Filipinas realizou mais uma campanha contra o crime organizado. Entre os carros destruídos estavam Lamborghini e Porsche

Nuno Fernandes
 | foto Robinson Ninal/Presidential Photo
 | foto Robinson Ninal/Presidential Photo/via REUTERS
 | foto Robinson Ninal/Presidential Photo/via REUTERS

Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas conhecido pela sua firme luta contra o crime organizado no país, realizou esta segunda-feira mais uma das suas campanhas anticorrupção - desta vez mandou destruir 60 carros e motos que tinham sido confiscados, grande parte deles veículos de luxo importados de forma ilegal, estimando-se que valessem qualquer coisa como 4,5 milhões de euros

Duterte fez questão de testemunhar esta ação simbólica, com uma escavadora de grande porte a destruir por completo os automóveis e as motas, como se pode ver no vídeo em baixo. Foi ele próprio quem deu a ordem para a escavadora varrer literalmente as máquinas, numa tentativa de mostrar ao mundo que o país que governa é "um lugar viável de inversão e negócios".

Entre os carros de luxo que foram passados a ferro estavam Lamborghini, Porsche, Mercedes Benz e motos Harley Davidson.

"Também há motos que vão ser destruídas. O meu coração vai sangrar, mas não há nada que possa fazer, porque a única forma de acabar com o contrabando é travá-lo", disse o presidente Duterte, citado na imprensa local, antes de começar a destruição.