Dois homens embriagados causam pânico com armas falsas no metro de Madrid

Situação causou a interrupção de duas linhas do metro, cuja circulação já foi entretanto restabelecida

DN
© Twitter

Dois homens foram detidos pelas autoridades depois de terem sido efetuados disparos, com armas falsas, dentro de uma carruagem do metro de Madrid. O incidente ocorreu, ao início da tarde desta quinta-feira, entre as estações de Ventas e El Carmen. A situação gerou o pânico entre os presentes, refere o ABC.

De acordo com o mesmo jornal, e também com o La Vanguardia, os dois homens, um menor e outro maior de idade, estariam embriagados na altura em que decidiram começar a disparar armas falsas. As armas seriam réplicas muito próximas de armas reais, como as que são usados em reconstituições de batalhas ou filmes. Fazem o mesmo barulho que as armas normais, e os cartuchos contêm pólvora, mas não têm qualquer projétil. Contudo, devem ser manuseadas com todo o cuidado.

As autoridades, segundo o ABC, estão a investigar se existiu algum tipo de luta ou discussão antes dos disparos. As linhas 5 (entre Quinta e Rubén Dario) e 2 (entre La Elipe e Banco de España) foram encerradas, com os passageiros a serem retirados das carruagens. Entretanto, de acordo com o Metro de Madrid, a circulação foi restabelecida.

O El Mundo refere que os passageiros, ao ouvir os disparos, terão acionado o travão de emergência e atiraram-se para o chão, com medo. Depois começaram a sair das carruagens. "Houve momentos de pânico e as pessoas assustaram-se muito", referiu uma testemunha ao mesmo jornal.

Por outro lado, o La Vanguardia, citando informações da Efe, diz que o incidente ocorreu na sequência de uma luta entre dois grupos de jovens, durante a qual um deles terá sacado da arma e efetuado os disparos.