Diretora de infantário chinês despedida após dança do varão no início do ano letivo

Mulher pretendia ensinar uma nova coreografia às crianças, afirmou

Rui Salvador
© REUTERS/Aly Song

As autoridades da cidade de Shenzhen, sul da China, anunciaram esta quarta-feira a demissão da diretora de um infantário local após esta ter incluído a dança do varão na festa de início do ano letivo.

"O objetivo era ensinar às crianças um novo tipo de dança", explicou Lai Rong, a responsável pelo infantário Xinshahui, citada pela imprensa local.

Vídeos e fotografias registados pelos pais, e que se tornaram virais na Internet chinesa, mostram uma mulher de calções pretos, blusa decotada e salto alto a fazer acrobacias num varão, para uma plateia composta por crianças.

"As crianças são muito simples, não terão tido pensamentos complexos sobre o espetáculo", garantiu Lai.

"Eles apenas acham fantástico que alguém consiga fazer aqueles movimentos", disse.

As cerimónias do início do ano letivo na China são normalmente solenes e incluem o hastear da bandeira nacional da República Popular da China, ao som do hino do país.

Neste caso, a bandeira chinesa foi hasteada no próprio varão.

Segundo relatos dos pais, em julho passado, a mesma escola recebeu dez dias de "atividades militares", que incluíram exibições de metralhadoras e morteiros à entrada do estabelecimento.