Desmantelado "esquadrão da morte" em El Salvador. Incluía polícias

Foram presas 22 pessoas suspeitas de terem perpetrado pelo menos 30 homicídios. Dos cinco elementos do gangue, cinco eram polícias

DN
Grupo existia desde 2014© REUTERS/JOSE CABEZAS

As autoridades de El Salvador anunciaram a prisão de 22 elementos de um "esquadrão da morte", incluindo cinco polícias, suspeitos de terem matado membros de gangues noutros países.

Uma longa investigação "levou à prisão de 22 pessoas ligadas a um esquadrão da morte" (grupo organizado de assassinos), suspeito de cerca de pelo menos 30 homicídios, disse na sexta-feira o procurador-geral, Douglas Melendez.

"Não podemos aceitar a existência de grupos paralelos que fazem justiça pelas próprias mãos", disse.

Segundo o chefe da polícia, Howard Cotto, este grupo matava membros de "esrtuturas criminosas" desde 2014 e autointitulava-se grupo de "autodefesa".

Segundo dados oficiais, 6.670 pessoas foram assassinadas em 2015 em El Salvador, país da América Central que conta com 6,3 milhões de habitantes. Em 2014 o mesmo país registou 3.924 mortes violentas.