Avião voou até ao olho do furacão Florence para captar imagens

Imagens do interior da tempestade foram divulgadas por agência norte-americana nas redes sociais

Patrícia Jesus
© NOAA Aircraft Operations Center/Twitter

Um piloto ao serviço da administração oceânica e atmosférica dos EUA (com a sigla NOOA, em inglês) conseguiu na última segunda-feira voar até ao olho do furacão Florence.

O vídeo, divulgado pela agência, foi captado por Nick Underwood, engenheiro aeroespacial, a bordo do Lockheed WP-3D Orion usado pela NOOA.

A meteorologista Heather Holbach também seguia no voo de exploração do furacão e divulgou um vídeo do momento nas redes sociais, mostrando uma nova perspetiva da tempestade de categoria 4.

A NOOA costuma enviar aviões e pessoal da própria empresa, da NASA e da Força Aérea norte-americana para dentro de furacões, para dar a conhecer aos meteorologistas o seu interior e para eles terem uma ideia do que pode acontecer a seguir.

Para o efeito, as aeronaves, do modelo P-3, lançam pequenas sondas meteorológicas, com sensores, que são atiradas para dentro das tempestades e enviam os dados de volta para o aparelho.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA estima que o Florence se torne numa tempestade perigosa até à noite da próxima quinta-feira.