Advogado de Slobodan Milosevic assassinado

Um famoso advogado sérvio, que esteve na equipa jurídica de defesa do ex-presidente da Jugoslávia Slobodan Milosevic, foi morto a tiro junto à sua casa, em Belgrado.

César Avó
À entrada para o julgamento de Milosevic, em Haia, em 2002© REUTERS/Paul Vreeker

Dragoslav Ognjanovic, de 57 anos, foi baleado em frente do seu prédio no bairro de Novi Beograd, na capital sérvia. O filho, de 26 anos, foi ferido no braço direito, informou o Ministério do Interior em comunicado.

Como advogado criminalista, Ognjanovic serviu no início dos anos 2000 na equipa jurídica que ajudou a defender Milosevic no julgamento por crimes de guerra perante o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, em Haia.

Milosevic acabou por morrer na unidade de detenção do tribunal em 2006 antes que um veredicto fosse produzido.
Esse facto gerou, nos últimos dois anos, a falsa notícia de que o líder nacionalista sérvio tivesse sido inocentado.

Ao longo dos anos, Ognjanovic também defendeu alguns dos principais criminosos da Sérvia.
Vários membros das redes de crime organizado sérvio e montenegrino foram mortos em Belgrado nos últimos dois anos, no que a polícia descreve como uma guerra territorial relacionada com o controlo do mercado das drogas.