Aluno de Harvard apresenta álbum de rap como tese final e tem A-

Jovem graduou-se com louvor da universidade

Um aluno da universidade de Harvard, nos Estados Unidos, acabou a licenciatura após ter entregado um álbum de rap como tese final de curso. Obasi Shaw recebeu a distinção summa cum laude minus, que quer dizer com os mais altos louvores, e teve A-, uma nota que equivale a um 18 no sistema de ensino português.

O jovem de 20 anos fez algo inédito na história da universidade, que se localiza em Cambridge no estado norte-americano de Massachusetts.

Shaw sempre escreveu músicas de rap e atuou no campus da universidade, segundo o Independent, então decidiu juntar e apresentar os seus poemas em vez de entregar uma dissertação escrita para o curso de Língua e Literatura Inglesa. Shaw entregou um álbum de hip-hop de 36 minutos com 10 faixas intitulado Liminal Minds.

No Instagram da universidade, a instituição afirmou que o projeto de Shaw combina "elementos da poesia inglesa com questões de identidade racial na América". Natural de um subúrbio de Atlanta, Shaw confessou que "nunca pensou em ser aceite em Harvard".

"Os afro-americanos são livres mas os efeitos da escravatura ainda existem", disse Shaw, segundo a publicação de Harvard. "Cada canção é uma análise desse estado entre a escravatura e a liberdade".

"A ideia é que os negros na América ainda são apanhados entre a liberdade e a escravatura", explicou o jovem à CBS Boston. "Apesar de já não sermos escravizados, os efeitos da escravatura ainda nos perseguem na sociedade e nas nossas mentes". Shaw inspirou-se na obra Os Contos de Cantuária de Geoffrey Chaucer e demorou um ano a fazer o projeto.

Os alunos de Harvard não são obrigados a escreverem teses, mas se quiserem graduar-se com louvores têm de o fazer.

"Não tinha ideia de como [o projeto] seria recebido", confessou o jovem, citado pela CBS Boston. O álbum Liminal Minds está disponível online.

Após a graduação, Shaw vai fazer um estágio de um ano numa empresa de engenharia de software.

No ano passado, o álbum To Pimp A Butterfly de Kendrick Lamar e o álbum Illmatic de Nas foram adicionados à Biblioteca de Harvard, devido à sua importância cultural, segundo o The Independent.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".