Alerta nacional nas Honduras devido a surto de dengue que já fez 44 mortos

"Ativámos todas as instituições governamentais e não-governamentais para implementar uma série de medidas" contra o mosquito transmissor do vírus, disse a ministra da Saúde das Honduras

O governo das Honduras declarou, na terça-feira, um alerta nacional para combater a epidemia de dengue que já matou pelo menos 44 pessoas este ano naquele país da América Central.

"Ativámos todas as instituições governamentais e não-governamentais para implementar uma série de medidas" contra o mosquito transmissor do vírus, anunciou a ministra da Saúde hondurenha, Alba Flores, em conferência de imprensa.

As medidas vão ser implementadas em 298 municípios e incluem a eliminação de locais propícios à reprodução de mosquitos, sobretudo em águas estagnadas.

Registados mais de 15 mil casos

Em 2019, a dengue causou a morte de pelo menos 44 pessoas no país centro-americano e suspeita-se que tenha sido responsável pela morte de outras 35, indicaram as autoridades.

Foram ainda registados mais de 15 mil casos, incluindo cinco mil graves.

As Honduras preparam-se para três meses de chuvas que podem piorar a situação.

Em 2010, ano da pior epidemia de dengue do país, 83 pessoas morreram, de acordo com o último balanço oficial.