Polícia de Copenhaga investiga avião no aeroporto após ameaças

Polícia dinamarquesa diz ter recebido ameaças contra companhia turca AtlasGlobal. Dez portas de embarque foram temporariamente encerradas no aeroporto de Copenhaga

A polícia dinamarquesa está a investigar um avião no aeroporto de Copenhaga, que deveria partir para Istambul, na Turquia, em resposta a uma ameaça feita diretamente à companhia turca AtlasGlobal, informou o aeroporto esta segunda-feira. "A polícia de Copenhaga alertou para uma ameaça contra todos os aviões da AtlasGlobal na Europa", disse um porta-voz do aeroporto, citado pela agência Reuters.

O avião da companhia turca foi retirado para uma parte isolada do aeroporto, para que a polícia pudesse prosseguir com a investigação.

As autoridades aeroportuárias fecharam temporariamente dez portas de embarque por causa desta investigação, mas foram mais tarde reabertas.

A polícia de Copenhaga confirmou à Reuters que os agentes estavam a investigar um incidente suspeito no aeroporto, sem fornecer mais detalhes.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.