Advogado de Stormy Daniels detido por suspeita de violência doméstica

Polícia confirma detenção de Michael Avenatti, advogado que ganhou projeção ao defender casos contra Donald Trump. Ex-mulher e o próprio desmentem.

O advogado Michael Avenatti, que representa a atriz pornográfica Stormy Daniels em dois processos contra Donald Trump, foi detido pela polícia de Los Angeles por suspeitas de violência doméstica. A confirmação foi dada na conta oficial do Twitter da força policial.

A notícia foi avançada pelo site TMZ, que numa primeira versão noticiara que Avenatti tinha agredido a ex-mulher. Mas Lisa-Storie Avenatti disse à jornalista da CNN MJ Lee que não vê o antigo companheiro há meses. "Feridas na minha cara? Que loucura. Ele não iria bater em ninguém. Especialmente numa mulher", citou a jornalista no Twitter.

Outra jornalista da CNN, Dianne Gallagher, cita uma declaração de Michael Avenatti a desmentir que tenha agredido alguém.

"Quero agradecer aos laboriosos homens e mulheres da Polícia de Los Angeles pelo seu profissionalismo. Só estavam a fazer o seu trabalho à luz das alegações completamente inventadas contra mim. Nunca abusei fisicamente de ninguém nem o fiz na noite passada (...) Estou ansioso para ser inocentado", escreveu.

Segundo ainda Lee, o Partido Democrata de Vermont cancelou uma ação com Michael Avenatti programada para o fim de semana.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Líderes

A União Europeia e a crise dos três M. May, Macron e Merkel

Já lhe chamam a crise dos três M. May, Macron e Merkel, líderes das três grandes potências da UE, estão em apuros. E dos grandes. Numa altura em que, a poucos meses das eleições para o Parlamento Europeu, florescem populismos e nacionalismos de toda a espécie, pela Europa e não só, a primeira-ministra do Reino Unido, o presidente de França e a chanceler da Alemanha enfrentam crises internas que enfraquecem a sua liderança e, por arrastamento, o processo de integração da UE.