Pelo menos 4 mortos em colisão entre comboio e carro militar na Finlândia

Três das vítimas eram soldados

Pelo menos quatro pessoas morreram numa colisão entre um comboio e um veículo militar numa passagem de nível no sul da Finlândia, revelaram fontes policiais e militares.

O acidente, em Raseborg, a cerca de 85 quilómetros a sudeste de Helsínquia, fez igualmente diversos feridos, segundo a Associated Press (AP).

De acordo com a polícia, entre os quatro mortos está um passageiro que seguia no comboio. Uma fonte militar finlandesa afirmou que três vítimas mortais eram soldados.

"Hoje recebi uma notícia dolorosa: Três recrutas morreram num acidente em Raseborg", disse um general finlandês.

Segundo a agência de notícias FNB, citada pela AP, oito feridos foram transportados para hospitais em Roseborg e em Helsínquia.

O ministro da Defesa finlandês, Jussi Niinistro, numa mensagem na rede social Twitter, manifestou a sua tristeza e afirmou que o dia de hoje tinha começado "com noticias sombrias".

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.