Abalo de 7,1 graus sacode sul do Alasca

Não houve registo imediato de danos ou prejuízos nem há risco de tsunami

Um sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter sacudiu hoje pelas 10:30 o sul do estado do Alasca, EUA, disseram sismólogos norte-americanos.

O Centro Geológico dos Estados Unidos, localizou o epicentro a cerca de 83 quilómetros (51 milhas) a este de Old Iliamna, cerca das 10:30 TMG (01:30 locais).

Os peritos estimam que tenha ocorrido a uma profundidade de 127 quilómetros (79 milhas).

Não houve registo imediato de danos ou prejuízos.

O centro de alerta de tsunamis com base no Havai afirmou não haver risco de uma onda gigante porque "o tremor de terra se verificou muito no interior da terra".

Os habitantes da principal cidade do Alasca, Anchorage, situada a 261 quilómetros a sudoeste do epicentro do terramoto, sentiram o abalo e registaram apagões elétricos em alguns pontos da zona, segundo os meios de informação locais.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...