Incêndio faz parar comboios de alta velocidade entre Bruxelas e Lille

As autoridades dizem que o incêndio foi provocado

O tráfego na linha de alta velocidade entre Bruxelas e Lille foi interrompido hoje de manhã depois dos cabos de sinalização terem sido deliberadamente queimados, disse à agência de notícias AFP um porta-voz da empresa gestora da rede ferroviária belga.

"Nenhum comboio partiu de Bruxelas para Lille ou fez o caminho inverso esta manhã" na linha de alta velocidade, nomeadamente através dos comboios Thalys, TGV e Eurostar, declarou à AFP Frédéric Sacré, porta-voz da Infrabel.

"Pensamos, em primeiro lugar, que tinha havido roubo dos cabos, mas não é este o caso. Foi um ato deliberado para comprometer a sinalização", acrescentou Sacré, precisando que os cabos foram incendiados "em quatro locais diferentes" num viaduto na região de Ath, na província belga de Hainaut.

A polícia e o Ministério Público já estão a investigar o caso, referiu a Infrabel, declarando ainda que a interrupção do tráfego irá "durar até, no mínimo, ao início da tarde".

Estes atos voluntários "não geraram perigo para o tráfego ferroviário porque quando há uma perturbação nos sinais não há movimentação dos comboios", sublinhou o porta-voz.

"Diante do clima atual, é preciso deixar claro que não se trata de uma tentativa de descarrilar um comboio, mas não altera o facto de ser um ato grave de violação das nossas infraestruturas", precisou ainda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG