Ilhas Faroé vão "fechar para manutenção" durante dois dias

As ilhas Faroé estarão fechadas a turistas durante um fim de semana em abril, com o objetivo de promover a sustentabilidade.

Com cada vez mais turistas, as ilhas Faroé, localizadas entre a Islândia e a Noruega, decidiram "fechar para manutenção". De 26 e 28 de abril, as zonas mais badaladas das ilhas serão apenas acessíveis a cidadãos e 100 voluntários internacionais, que irão ajudar a desenvolver vários projetos.

O Tursimo das ilhas Faroé pretende que durante este fim de semana se criem novos trilhos nas zonas mais populares da ilha, novos miradouros de modo a preservar a natureza e se sinalize melhor a ilha de modo a ajudar as pessoas a orientarem-se. O objetivo é manter a sustentabilidade da região, que é conhecida como "um dos lugares mais intocados e menos poluídos da Terra", afirmam em comunicado.

Os 100 voluntários para ajudar nos projetos, já foram selecionados por parte do concelho de turismo e em troca da sua ajuda terão direito a dormida e refeições durante as três noites.

Nos últimos anos, as ilhas tem vindo a receber cada vez mais turistas - cerca de mais 10% todos os anos, durante os últimos cinco, em grande parte devido a iniciativas lançadas pelo diretor de turismo, Guðrið Hojgaard. Este decidiu lançar uma campanha a que deu o nome de Sheep View, que consistia em uma ovelha a correr pela ilha com uma câmara nas suas costas, com o objetivo de persuadir o Google a incluir a região no Google Street View. Além de ter concretizado o seu objetivo, Hoigaard conseguiu arrecadar prémios para o turismo com esta campanha.

"Esperamos que este projeto inspire outros países a seguir o exemplo e a criar a sua própria equipa de manutenção" deixam os faroenses como mensagem final.

Exclusivos