Iglesias desiludido pede "reflexão" sobre vitória do PP

Coligação Unidos Podemos chegou a ser dada como segunda força política mais votada, mas não conseguiu passar o PSOE

O candidato da coligação de esquerda Unidos Podemos à chefia do governo espanhol, Pablo Iglesias, admitiu hoje que os resultados eleitorais não são satisfatórios e não cumprem as expetativas criadas.

Sob os aplausos dos membros da comissão executiva da coligação, Iglesias pediu uma reflexão sobre o aumento do voto no conservador Partido Popular (PP).

O líder da Unidos Podemos reconheceu estar preocupado com o aumento do voto no PP e afirmou que as forças progressistas devem começar a dialogar a partir dos espaços que as unem.

A comissão eleitoral espanhola anunciou que o Partido Popular (PP), liderado pelo chefe do governo de gestão, Mariano Rajoy, é o vencedor das eleições em Espanha, com 137 deputados.

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) ficou em segundo lugar, com 85 lugares no congresso espanhol, enquanto a Unidos Podemos elegeu 71 deputados e o partido de centro-direita Ciudadanos conseguiu 32 assentos.

Exclusivos