Homem viveu um ano com os cadáveres da mãe e do irmão em casa

Corpos foram descobertos em avançado estado de decomposição. Polícia acusa-o de envolvimento nas mortes

Um homem do estado norte-americano do Minnesota que viveu durante cerca um ano numa casa com os corpos decompostos da sua mãe e irmão gémeo disse que não teve capacidade para informar as autoridades sobre as mortes.

James Kuefler, 60 anos, que habita em White Bear Lake, estado do Minnesota (centro-norte dos Estados Unidos), disse à agência Associated Press que estava "traumatizado" pelas mortes destes dois familiares próximos.

Dale Hager, o capitão da polícia de White Bear, disse que Kuefler foi acusado na semana passada de envolvimento numa cena de morte. Hager disse que as duas pessoas morreram de causas naturais.

Kuefler adiantou que a mãe Evelyn Kuefler, 94 anos, morreu em agosto de 2015 e o irmão, Richard Kuefler, alguns meses antes. A polícia descobriu os corpos em setembro de 2016.

Os registos do tribunal referem que o corpo da mãe estava decomposto, exibindo o esqueleto, e o corpo do seu irmão "mumificado".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG