"Hello, world", os espiões britânicos já têm conta no Twitter

Espionagem britânica abriu a sua primeira conta na rede social Twitter

O Centro de Comunicações do Governo do Reino Unido (GCHQ), a discreta agência de espionagem britânica que vigia a informação que circula pela Internet, abriu hoje a sua primeira conta na rede social Twitter.

O GCHQ está empenhado num processo para melhorar a sua imagem pública e reforçar a sua transparência, após o ex-analista informático norte-americano Edward Snowden ter revelado em 2013 que o centro de escutas britânico colaborou com a Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos num vasto programa de vigilância.

"Algumas coisas vão continuar a ser secretas. Lamentamos. Não vamos divulgar novidades sobre os serviços de informações nem revelar técnicas de espionagem, mas 'twittar' sobre a nossa história, resultados das missões, línguas, matemáticas e cibersegurança", assinalou um porta-voz da agência.

"Estamos conscientes que muitos dirão que estamos a aderir demasiado tarde ao Twitter, mas somos a primeira agência de informações do Reino Unido a fazê-lo e é um grande passo para a organização. Queremos ser mais abertos sobre o trabalho que fazemos para manter o Reino Unido seguro", acrescentou.

Em fevereiro de 2015, o Tribunal de investigação britânico (Investigatory Powers Tribunal [IPT, na sigla em inglês]), que recebe queixas sobre o comportamento dos serviços secretos, determinou que o GCHQ violou os direitos dos cidadãos com os seus programas de vigilância em massa.

No entanto, o IPT precisou que desde dezembro de 2014 a agência britânica opera de acordo com a legislação em vigor.

Exclusivos