Há um Rambo em fuga. Polícia alemã procura homem armado de arco e flecha

Com fato camuflado e armado de arco e flecha, um homem de 31 anos roubou quatro armas a agentes da polícia e desapareceu na Floresta Negra. Está a ser procurado por mais de 100 polícias, incluindo elementos das forças especiais.

Em cenas que fazem lembrar o filme "Rambo", a polícia da Floresta Negra da Alemanha está à procura de um sem-abrigo que usa equipamento de combate, armado com arco e flecha, entre outras armas. Pelo menos quatro armas de fogo semi-automáticas que roubou a agentes da polícia.

Cerca de 100 elementos das forças de segurança estão a vasculhar a floresta com a ajuda de forças especiais, helicópteros e cães farejadores quando a busca entra no seu segundo dia esta segunda-feira.

A polícia de Oppenau, no sudoeste da Alemanha, alertou os residentes locais para ficarem em casa.

As autoridades divulgaram uma foto do suspeito de 31 anos, que tem um arco e flecha, uma faca e pelo menos uma arma e é conhecido pela polícia por crimes anteriores, incluindo posse ilegal de armas de fogo.

Não foi revelado o nome do suspeito, mas o jornal tabloide Bild identificou-o como Yves Rausch, também publicando uma foto do homem vestido com um uniforme militar.

A polícia disse que foi informada no domingo de manhã que um homem suspeito estava pendurado numa cabana na floresta.

Quatro agentes enviados ao local disseram que o suspeito cooperou primeiro quando foi abordado. Mas "de repente e de forma completamente inesperada" ameaçou-os com uma arma de fogo, deixando os polícias "sem tempo para reagir à situação perigosa", disse a polícia.

O homem fez os agentes entregarem as armas antes de fugir, "presumivelmente" levando as armas de fogo.

A polícia descreveu o homem com cerca de 1,70 metros de altura, esbelto, com óculos, barba e cabeça careca.

O jornal Bild escreveu que o homem viveu numa casa de hóspedes local durante três anos até ser despejado por não pagar a renda há cerca de um ano. Tinha empregos esporádicos como trabalhador ferroviário e zelador de um campo de golfe, disse um ex-vizinho, descrevendo-o como "uma pessoa difícil". Morou no seu carro na piscina local durante um tempo antes de se mudar para a cabana na beira da floresta.

Segundo o Bild, passou um período na prisão por atirar na sua namorada com um arco e flecha.

Um porta-voz da polícia foi citado dizendo que o homem estava num estado de "emergência psiquiátrica" ​​e não deve ser abordado.

As armas da polícia eram pistolas semi-automáticas P2000 que podem conter até 16 balas cada, o que significa que o homem poderia ter 64 tiros extras à sua disposição.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG