Gestor de campanha de Donald Trump acusado de agressão

Corey Lewandowski é acusado de agressão simples a Michelle Fields, uma repórter que trabalhava para o site conservador de notícias, Breitbart.

Gestor de campanha de Donald Trump, Corey Lewandowski terá agarrado uma jornalista pelo braço depois de uma conferência de imprensa na Florida, no dia 8 de março.

As autoridades divulgaram novas imagens do alegado ataque:

As imagens mostram Lewandowski a puxar a jornalista pelo braço quando se tenta aproximar de Trump para conversar.

Lewandowski diz que é inocente e a sua equipa de campanha já avançou que o gestor está a planear declarar-se como "inocente" perante a justiça norte-americana.

A polémica surge numa altura delicada para Donald Trump, que se prepara para as primárias da próxima semana no estado de Wisconsin. O governador daquele estado acaba de anunciar o apoio ao empresário para a presidência dos EUA.

Trump está na frente da corrida à nomeação republicana para as presidenciais de 8 de novembro nos EUA, com 739 delegados contra os 465 do principal rival, o senador do Texas Ted Cruz.

Do lado democrata, no Wisconsin, Hillary Clinton procura colocar um travão às ambições do senador Bernie Sanders, que "esmagou" a antiga secretária de Estado nas primárias de Washington, do Havai e do Alasca.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.