Gabinete de Fraude britânico abre investigação criminal sobre a Airbus

Suspeitas de fraude, suborno e corrupção sobre o grupo aeronáutico.

O Gabinete de Fraude do Reino Unido anunciou hoje que formalizou uma investigação criminal sobre o grupo Airbus, suspeitando de fraude, suborno e corrupção.

"Estas alegações estão relacionadas com irregularidades relativas a consultores da empresa", afirmou o gabinete num comunicado citado pela agência de notícias France Presse (AFP).

A entidade disse que deu início à investigação em julho e apelou para que qualquer pessoa com informação relevante a partilhasse com as autoridades.

Um porta-voz do gabinete britânico disse que detalhes adicionais do inquérito só serão tornados públicos quando for feita uma acusação formal ou se o caso for arquivado.

O construtor aeronáutico europeu Airbus já disse ter conhecimento da investigação, acrescentando que está a colaborar com os inspetores.

"O grupo Airbus foi informado pelo Gabinete de Fraude que foi aberta uma investigação criminal devido a alegações de fraude, suborno e corrupção no negócio de aviação civil do grupo Airbus relacionado com irregularidades relativas a consultores terceiros", disse um porta-voz da empresa.

Jeremy Greaves acrescentou à AFP que a própria Airbus "detetou este problema" e divulgou-o "por iniciativa própria" às autoridades, acrescentando que isso foi feito no âmbito da política anticorrupção da empresa.

A Airbus é a maior companhia aeronáutica comercial no Reino Unido e o seu resultado líquido aumentou 15% no primeiro semestre (face ao mesmo período do ano passado), para 1.760 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG