Funcionários públicos recebem novo ministro com vaias e cartazes

Mendonça e Filho, ministro da Educação e Cultura, foi alvo de protestos no Planalto, em Brasília.

O novo ministro da Educação e Cultura do Brasil, Mendonça Filho, foi hoje alvo de protestos ao apresentar-se aos funcionários públicos da sua área de trabalho, em Brasília, ouvindo gritos como "fora, golpista" e "cultura sim, golpe não".

O presidente interino, Michel Temer, deu na quinta-feira posse ao seu governo, na sequência da aprovação no Senado do pedido de destituição de Dilma Rousseff da chefia do Estado, que tem afirmado ser vítima de um golpe da oposição.

Uma das medidas tomadas pelo até agora vice-presidente foi fundir as pastas da Educação e da Cultura.

Os funcionários empunhavam cartazes com frases como "vaza Mendonça", "cultura sim, golpe não" e "não reconhecemos governo golpista".

Aos gritos, diziam "cultura somos nós, nossa força e nossa voz", impedindo o governante de falar. Veja o vídeo:

Dilma Rousseff irá agora a julgamento por um período que não poderá exceder os 180 dias e ainda terá hipótese de voltar ao cargo, se o Senado assim o decidir.

Para condenar Dilma Rousseff, será necessária uma maioria de dois terços dos eleitos na câmara alta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG