Costa expressa solidariedade a Macron

"Tivemos todos a oportunidade de expressar solidariedade ao Presidente Macron", disse hoje o primeiro-ministro, António Costa, no final da cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia

O primeiro-ministro, António Costa, disse que expressou hoje em Bruxelas solidariedade ao Presidente francês, Emmanuel Macron, na sequência da tomada de reféns num supermercado no sudoeste de França, da qual resultaram pelo menos dois mortos.

"Tivemos todos a oportunidade de expressar solidariedade ao Presidente Macron pelos factos que já são conhecidos e que ainda não estão inteiramente apurados", declarou Costa numa conferência de imprensa no final de uma cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia.

Pouco depois das declarações de António Costa, as autoridades francesas anunciaram que o homem que tomou reféns num supermercado de Trèbes foi hoje morto a tiro pela polícia.

Pelo menos duas pessoas foram mortas hoje naquela tomada de reféns feita por um homem que afirmou agir em nome do grupo 'jihadista' Estado Islâmico quando entrou no supermercado cerca das 11:00 (10:00 em Lisboa).

O homem, já identificado como um marroquino de cerca de 30 anos, seguido por radicalização islâmica, é igualmente suspeito de antes ter ferido no ombro um polícia, na cidade próxima de Carcassonne.

Macron, que também se encontrava em Bruxelas para o Conselho Europeu, disse, entretanto, que tudo indica tratar-se de um ataque terrorista e ofereceu "todo o apoio" às pessoas envolvidas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG