Forte sismo sacode Nova Caledónia, no Pacífico Sul, sem alerta de tsunami

O terramoto ocorreu a 109 quilómetros a leste de Tadine, na ilha de Maré, em Lealdade, e a 262 a leste de Numea, a capital da Nova Caledónia

Um terramoto de magnitude 6,1 na escala de Richter sacudiu hoje um grupo de ilhas da Nova Caledónia, arquipélago francês no Pacífico Sul, sem que tenha sido emitido alerta de tsunami ou reportada a ocorrência de vítimas.

O sismo, que sacudiu as Ilhas Lealdade, teve o hipocentro a dez quilómetros de profundidade no leito marinho, indicou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitoriza a atividade sísmica mundial.

O terramoto ocorreu a 109 quilómetros a leste de Tadine, na ilha de Maré, em Lealdade, e a 262 a leste de Numea, a capital da Nova Caledónia.

O Serviço de Alertas de Tsunami do Pacífico não emitiu qualquer alerta relativamente ao risco de um tsunami.

O sismo teve lugar um dia depois de outro forte terramoto -- de magnitude 6,8 -- ter atingido a mesma região, o qual foi seguido de inúmeras réplicas, das quais mais de uma dezena de magnitude superior a 5.

A Nova Caledónia assenta sobre o chamado Anel de Fogo do Pacífico e dos vulcões submarinos da Bacia de Lau, razão pela qual é recorrentemente sacudida por movimentos telúricos.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG