Não é inédito, mas causou um sururu. Carolina deu de mamar ao bebé no parlamento

Em dia de votação para a presidência do Congresso no Parlamento, a estrela foi o filho da deputada Carolina Bescansa. O bebé de meses até recebeu um voto

A deputada do Podemos Carolina Bescansa protagonizou esta quarta-feira a imagem mais invulgar na sessão constitutiva do novo Congresso dos Deputados espanhol, ao dar de mamar ao seu bebé de meses enquanto assistia ao plenário na bancada parlamentar.

Bescansa, candidata do Podemos à presidência da Mesa do Congresso, levou mesmo o bebé nos braços enquanto depositava o voto para esse cargo na primeira votação. O filho de Carolina Bescansa, Diego, chegou mesmo a receber um voto, que foi considerado nulo, segundo o El País. A deputada perdeu a eleição contra Patxi López por 59 votos.

O líder do Podemos, Pablo Iglesias, também pegou no filho de Bescansa enquanto ocupava o assento na bancada parlamentar do Podemos, e brincou com a criança, originando uma onda de flashes dos muitos fotógrafos que acompanham a sessão.

O Congresso dos Deputados tem um infantário para os deputados que queiram deixar os filhos durante os trabalhos, mas Bescansa já tinha levado Diego para o plenário. No final do ano passado, durante uma sessão comemorativa da Constituição espanhola, Bescansa levou o filho (o seu segundo) para o plenário, mas também o leva a atos públicos.

As imagens de Bescansa com o filho têm gerado uma onda de apoio nas redes sociais, com vários internautas a elogiarem a ação da deputada que se destacou logo no primeiro dia de trabalho. Segundo a imprensa espanhola, Patxi López, agora presidente do Congresso dos Deputados, recusou-se a comentar o caso.

Não é a primeira vez que deputadas europeias levam bebés para os respetivos parlamentos, da holandesa Iolanda Pineda, na Holanda, à dinamarquesa Hanne Dahl no Parlamento Europeu, em 2009. A eurodeputada Licia Ronzulli, também compareceu na sessão plenária do Parlamento Europeu com a filha de mês e meio ao colo, como ato de reivindicação, e foi aplaudida por isso. Fora da Europa, em julho passado, tornou-se viral a imagem da congressista argentina Victoria Donda Pérez a dar de mamar no parlamento.

O parlamento mais fragmentado da história da democracia espanhola (123 deputados para o PP, 90 para o PSOE, 69 para Podemos e 40 para Ciudadanos) trouxe várias outras mudanças, incluindo mais de 220 deputados estreantes e vestuário mais informal.

Menos gravatas entre os deputados (especialmente devido aos 69 deputados do Podemos), mas também mais mochilas (em vez de pastas ou de malas de senhora) e mesmo t-shirts. Uma deputada do Podemos levou mesmo uma t-shirt com os dizeres "Working Class girl" (Rapariga da classe trabalhadora).

O partido de Pablo Iglesias também inclui na sua bancada a primeira deputada negra, Rita Bosaho, e o primeiro deputado com cabelo estilo "rasta", Alberto Rodríguez.