Operação em Bruxelas: três detidos suspeitos de planearem ataque em França

Operação está relacionada com detenção de francês Reda Kriket, ontem à noite em Paris

Três pessoas foram detidas numa grande operação antiterrorismo no bairro de Schaerbeek, em Bruxelas. Unidades especiais da polícia belga entraram esta tarde numa casa, informação avançada pela televisão publica belga RTBF. Os detidos teriam ligações a uma célula que estaria a planear um ataque em Paris.

Um autarca local, Bernard Clerfayt, disse que os supeitos estão ligado aos atentados de Bruxelas e a um ataque que estaria a ser planeado em Paris, e que ontem à noite levou à detenção de outro homem, identificado como Reda Kriket, de 34 anos, e com ligações ao cérebro do atentado de 13 novembro, Abdelhamid Abaaoud.

No decorrer desta nova operação ouviu-se pelo menos uma explosão, disseram duas testemunhas à televisão BFMTV, mas segundo o autarca foram detonações controladas pela polícia.

A polícia francesa confirmou que a operação estava relacionada com a investigação sobre a detenção de Reda Kriket, que tinha armas pesadas e explosivos no seu apartamento. Kriket foi condenado no ano passado na Bélgica, juntamente com Abdelhamid Abaaoud, o suposto líder dos ataques a Paris em novembro do ano passado.

Os arredores da zona onde se desenrola a operação foram fechados e estão protegidos por agentes fortemente armadas e por camiões militares, acrescenta a agência, que nota ainda a presença do serviço de deteção e desativação de explosivos da polícia local.

Ontem à noite, várias ações nos bairros de Jette e Schaerbeek, em Bruxelas, levaram à detenção de seis indivíduos, enquanto em França outro homem foi detido, suspeito de estar nas fases finais de planeamento de um atentado.

Na terça-feira, vários atentados terroristas no aeroporto de Zaventem e na estação de metropolitano de Maelbeek fizeram 31 mortos e cerca de 300 feridos na capital belga.

Com Lusa e Reuters

Exclusivos