EUA não reconhece a ocupação da Crimeia por parte da Rússia

O vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, assegurou hoje ao Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, que a administração norte-americana não reconhece a "ocupação com o objetivo de anexar" a Crimeia por parte da Rússia

Mike Pence transmitiu esta mensagem a Poroshenko durante o encontro que mantiveram no início da Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, segundo informou a Casa Branca em comunicado.

O vice-Presidente dos Estados Unidos sublinhou o apoio do seu governo à "soberania, integridade territorial e autodeterminação" da Ucrânia, assim como à aplicação completa dos Acordos de Paz de Minsk de fevereiro de 2015.

Na nota da Casa Branca não se faz referência ao decreto aprovado hoje pela Rússia em que reconhece os documentos de identidade dos habitantes das zonas com controlo separatista no leste da Ucrânia.

No entanto, Poroshenko assegurou a órgãos de comunicação social do seu país, após reunir-se com Pence, que informou o vice-Presidente norte-americano sobre a medida adotada pelo chefe do Kremlin, Vladimir Putin, de reconhecer "os passaportes dos territórios ocupados, das chamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk".

O Presidente ucraniano condenou esta medida, que considerou "uma nova prova da ocupação russa e da violação do direito internacional por parte da Rússia", segundo disse à imprensa do seu país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG