Papa Francisco está "preocupado com a homossexualidade no clero"

Numa entrevista exclusiva para um livro que será lançado em breve, papa diz ainda que "não há lugar para esse tipo de afeição" entre os clérigos.

De acordo com a agência de notícias AP, que cita o jornal italiano Corriere della Sera, o papa Francisco diz estar "preocupado" com a homossexualidade no clero, segundo excertos de um livro que será publicado brevemente, e no qual é citado a dizer que "nas nossas sociedades até parece que a homossexualidade está na moda".

No mesmo dia, a agência de notícias italiana ANSA disse que, neste livro, o papa afirma que é "um erro" o argumento de que ter gays em conventos "não é assim tão grave", e acrescenta: "Não há lugar para esse tipo de afeição" entre os clérigos.

Na entrevista, o papa Francisco diz ainda que os homossexuais não deviam poder ser padres ou juntar-se a outras ordens religiosas, mesmo quando vivem ao serviço da igreja, da comunidade cristã e das "pessoas de Deus".

Os ensinamentos da religião católica defendem que a atividade homossexual é um pecado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG