Estados Unidos declaram Coreia do Norte culpada de ataque cibernético

O governo dos Estados Unidos vai declarar na madrugada desta segunda-feira que foram os norte-coreanos a levar acabo o ataque cibernético de WannaCry levado a cabo a 12 de maio

O governo dos Estados Unidos está preparado para declarar publicamente esta segunda-feira que a Coreia do Norte esteve por trás do ataque cibernético conhecido por WannaCry, que afetou mais de 230 mil computadores em mais de 150 países durante este ano, a 12 de maio, interferindo inclusivamente em sistemas de saúde.

De acordo com fonte governativa norte-americana familiarizada com a matéria, citado pelo TheWashington Post, a administração Trump vai convocar "todos os estados responsáveis" para combater a habilidade norte-coreana em conduzir ataques cibernéticos e implementar todas as sanções "relevantes" do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Em junho, a mesma publicação já tinha divulgado que a Agência Nacional de Segurança norte-americana já tinha associado a Coreia do Norte à criação do vírus informático, mas os Estados Unidos ainda não se tinham pronunciado publicamente.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.