Estado Islâmico sequestrou 130 curdos

Com estes novos sequestros, estima-se que o total de reféns curdos levados por 'jihadistas' naquela zona nas últimas semanas se eleve a 1.500 pessoas

O grupo extremista Estado Islâmico sequestrou cerca de 130 curdos durante o assalto a três aldeias em volta da cidade de Al Bab, no norte da província de Alepo, controlada pelos 'jihadistas', informou hoje fonte curda.

Um membro do Conselho Síria Democrática (CSD) na região de Shahba (Alepo), Ahmad Afrach, disse à agência Efe por telefone que os extremistas entraram nas aldeias de Kaiba, Balikha e Al Bruch, todas de maioria curda, revistaram as casas e capturaram reféns.

Afrach disse, por outro lado, que dezenas de milhares de civis fugiram dos bastiões do Estado Islâmico em Alepo, Al Bab e Manbech, e tentam chegar às zonas controladas pelas milícias do CSD, constituídas por combatentes curdos e árabes.

Nos últimos 18 dias, disse, cerca de 27.000 pessoas chegaram às localidades de Azaz e Afrin, controladas pelas forças do CSD.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG