Espanha ultrapassa as 12 mil novas infeções. É o número mais elevado desde o início da pandemia

As autoridades da saúde espanholas notificaram esta sexta-feira 12.183 novos contágios. É um novo recorde de infeções diárias e representa o número mais elevado desde o início da pandemia.

O Ministério da Saúde espanhol registou, esta sexta-feira, 12.183 novos contágios, um recorde no número diário de infeções reportado, pelo segundo dia consecutivo, e o valor mais alto desde que a pandemia começou no país. Na quinta-feira, foram confirmados 10.764 novos casos.

Os mais de 12 mil novos contágios que as autoridades contabilizam hoje dizem respeito aos testes realizados nos últimos dias e cujos resultados positivos foram conhecidos no último dia, mas também aos testes realizados nas últimas 24 horas, que correspondem a 4.708 positivos.

Espanha soma agora, no total, desde o início da pandemia, 566.326 diagnósticos de covid-19, o número mais elevado em toda a Europa.

A região de Madrid é a mais afetada com o aumento de novos casos, com o registo de mais 1.427 infeções nas últimas 24 horas (30% do total de novos casos no país). Logo a seguir surge o País Basco, com 563, a Andaluzia, com 403 e Aragão, com 371 novos casos,.

As autoridades de saúde indicam também que há mais 48 vítimas mortais, face a quinta-feira, e que nos últimos sete dias foram reportados 241 óbitos. O número total de mortes é agora de 29.747, refere o Ministério da Saúde.

Madrid e Andaluzia são as comunidades que mais mortes registaram na última semana, apontam ainda os dados oficiais.

Deram entrada nos hospitais com a doença nas últimas 24 horas 1.124 pessoas, das quais 331 em Madrid, 149 na Andaluzia e 111 na Catalunha.

Tiveram alta do hospital 919 pessoas com o novo coronavírus, estando hospitalizadas 8.658 pessoas em todo o país, dos quais 1.181 em unidades de cuidados intensivos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 910 mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.855 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (41.608 mortos, mais de 358 mil casos), seguindo-se Itália (35.587 mortos, mais de 283 mil casos), França (30.813 mortos, quase 354 mil casos) e Espanha (29.747 mortos, mais de 565 mil casos).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG