Escola retira estátua de santo por ser "potencialmente sugestiva"

O santo está a estender uma fatia de pão a um jovem rapaz, mas há quem lhe atribua uma conotação sexual

Uma escola católica australiana cobriu e decidiu retirar uma estátua de um santo por esta poder ser potencialmente sugestiva. A imagem, colocada no pátio da Blackfriars Priory School em Adelaide, representa o santo peruano Martinho de Porres a dar uma fatia de pão a um jovem rapaz. No entanto, o modo como a figura estende o pão, a pouca distância do corpo, levou algumas pessoas a atribuírem à obra uma conotação sexual.

A escola pediu desculpa pela situação e explicou que a estátua, da autoria de um artista vietnamita que já fizera outros trabalhos para a instituição, vai ser refeita por um outro artista.

O reitor da escola explicou ainda que o desenho tinha sido aprovado em maio pela instituição. Simon Cobiac confessou não ter visto qualquer problema na obra quando analisada em formato bidimensional. No entanto, quando a versão tridimensional chegou, admitiu a possibilidade de a estátua ser "potencialmente sugestiva".

Nas redes sociais multiplicaram-se as reações ao episódio.

No tweet seguinte pode ler-se: "Uma escola católica em Adelaide teve de tapar esta estátua de um santo a dar pão a um jovem rapaz, dou-te uma pista do porquê".

Algumas pessoas mostraram divertimento em relação ao sucedido, "[a estátua] tem sido descrita como "sugestiva". "Genial" seria melhor..."

Não há informação em relação ao preço da estátua.

Dados revelados pela Comissão australiana para os abusos sexuais citados pela CNN, mostram que entre 1950 e 2015, 7% dos padres australianos foram acusados de abuso infantil e, entre 1980 e 2015, 4,444 rapazes e raparigas admitiram terem sido abusados sexualmente.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG