Encontrada viva 42 anos depois de ter desaparecido

Uma mulher com três filhos desapareceu em 1974. Todos achavam que estava morta.

Lula Ann Gillespie-Millher desapareceu de casa, em Laurel, Indiana, Estados Unidos, em 1974, pouco depois de ter dado à luz o terceiro filho. Um ano depois, enviou uma carta à família, mas desde então ninguém sabia dela. Por isso, todos a julgavam morta. Mas agora esta mulher foi encontrada numa pequena cidade do Texas com uma uma nova identidade.

A mulher foi detetada por um detetive da polícia de Indiana, que começou a procurá-la em janeiro de 2014 depois de receber um alerta de uma associação que procura pessoas desaparecidas, a Doe Network. O sargento Scott Jarvis fez tudo para encontrar vestígios de Lula Ann, e até chegou a mandar exumar o corpo de um cadáver que estava numa campa não identificada para poder realizar testes de ADN.

A certa altura da investigação, segundo conta o comunicado da polícia, deparou-se com as semelhanças entre a mulher que procurava e uma outra que vivia no Texas. As autoridades bateram-lhe à porta e esta confirmou ser Lula Ann. Alegadamente, decidiu abandonar a vida que tinha e os filhos porque, aos 28 anos, considerava-se nova de mais para ser mãe.

Lula Ann aceitou que a polícia desse o seu contacto aos filhos, nomeadamente à mais nova, que nunca a conheceu. No entanto, esta já fez saber, em declarações à revista People, que está chateada e que não quer ver a mãe.

"Isto não vai ter um final feliz", disse Tammy Miller à publicação.

Exclusivos