Diretora que chamou "macaco de saltos" a Michelle Obama recuperou o emprego

Pamela Ramsey Taylor tinha sido suspensa depois de escrever um post polémico no Facebook

A polémica estalou no mês passado, quando a diretora da Clay County Development Corporation, uma associação sem fins lucrativos, escreveu no Facebook rasgados elogios a Melania Trump, a mulher do presidente eleito dos EUA, dizendo que estava farta de ver como primeira-dama "um macaco de saltos altos". "Vai ser tão refrescante ter uma primeira-dama bonita, com classe e dignidade, de volta à Casa Branca. Estou cansada de ver um macaco de saltos altos", publicou nas redes sociais. Em resposta a esta publicação, a presidente do município de Clay, Beverly Whaling, escreveu: "Já ganhei o dia, Pam".

Os comentários foram depois apagados, mas já era demasiado tarde: foram amplamente divulgados na internet, levando entretanto à demissão da autarca de Clay, que em comunicado garantiu que não tivera intenção de ser racista.

Já Pamela Ramsey Taylor, a diretora da associação sem fins lucrativos, foi suspensa de imediato. Mas, de acordo com o Charleston Gazette-Mail, deverá regressar ao trabalho a 23 de dezembro, ainda que mais de 200 mil pessoas tenham assinado uma petição online pedindo que Taylor fosse demitida.

Fonte da Clay County Development Corporation disse à CNN que a a responsável não foi despedida e que a administração da associação a tinha suspendido por seis semanas. Entretanto, fonte do gabinete do governador do estado da Virgínia Ocidental admitiu que irá rever os contratos assinados com a associação sem fins lucrativos dirigida por Taylor, que oferece serviços para idosos e cidadãos com baixos rendimentos beneficiando de financiamento público.

A Clay County Development Corporation não tem qualquer ligação à autarquia de Clay, mas na localidade mais de três quartos dos residentes votaram em Donald Trump para a Casa Branca.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG