Diretor do WhatsApp diz que novo bloqueio da aplicação é "chocante"

Esta foi a terceira vez que a aplicação foi bloqueada no Brasil. Presidente do Supremo Tribunal Federal já ordenou o fim do corte

O diretor executivo da aplicação de troca de mensagens instantâneas WhatsApp, Jan Koum, disse hoje que a decisão da justiça brasileira de a bloquear foi "chocante". Entretanto o presidente do Supremo Tribunal Federal já suspendeu o bloqueio, confirma a Folha de São Paulo.

"É chocante que menos de dois meses depois de o povo brasileiro e legisladores terem rejeitado o bloqueio de serviços como o WhatsApp a história se repetiu", comentou, numa mensagem publicada no seu perfil na rede social Facebook.

Milhões de pessoas foram afetadas, acrescentou, "simplesmente porque [estávamos] a ser questionados por informações que não [tinhamos]".

Em comunicado, o WhatsApp tinha comentado que considerou a determinação judicial uma ameaça à capacidade das pessoas de comunicarem entre si.

O bloqueio tinha sido determinado hoje pela juíza do Rio de Janeiro Daniela Barbosa, depois de o Facebook, empresa que controla o aplicativo WhatsApp, ter sido notificado várias vezes para intercetar mensagens que seriam usadas numa investigação policial.

Esta foi a terceira vez que a aplicação foi bloqueada no Brasil, depois da determinação de cortes no serviço de mensagens em maio último e em dezembro do ano passado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG