Direção dos sociais-democratas aprova governo com Angela Merkel

Vai ser criada uma comissão, que manterá as conversações com os conservadores para um contrato de coligação

A direção do Partido Social Democrata alemão (SPD) aprovou hoje por ampla maioria o princípio de um governo com os conservadores de Angela Merkel, e do qual depende a sobrevivência política da chanceler.

Na base do compromisso obtido entre os negociadores dos dois campos após mais de 24 horas de negociações, a direção dos sociais-democratas, reunida em Berlim, "vai mandatar uma comissão" que manterá as conversações com os conservadores para um contrato de coligação, indicou o SPD em comunicado.

A decisão deverá ser ainda aprovada pelas bases do partido.

Após permanecerem desde a manhã de quinta-feira na sede do SPD na capital alemã, Merkel, o líder social-democrata Martin Schulz e o chefe dos conservadores bávaros, Horst Seehofer, compareceram hoje perante os 'media' para apresentar um acordo que, como sublinharam, garantirá a governabilidade do país.

Numa primeira reação, o Presidente francês Emmanuel Macron, que mantém a ambição de relançar as instituições europeias, disse estar "feliz e satisfeito" com o acordo anunciado.

"Estou feliz e satisfeito que Merkel possa avançar para um governo de coligação que será útil e que era aguardado pela Europa e a França", declarou Macron durante uma conferência de imprensa conjunta com o chanceler austríaco, Sebastian Kurz.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG